#14 Biopolítica

Michel Foucault, ao longo da década de 70, nos conduz a sua tese sobre um novo poder e forma de governo, a biopolítica. Essa nova forma de governo terá como foco todos os mecanismos que passam pela gestão da vida, ou seja, a governabilidade da natalidade, saúde, educação, trabalho produção e, de certa forma, com a morte. 

 

A biopolítica busca se orientar por meio de critérios que irão permitir o melhor controle e regulação das populações, escolher a melhor racionalidade para atingir o objetivo e permitir a mencionada governabilidade. Logo uma política pautada em um "fazer viver e deixar morrer".  

 

O tema tem uma repercussão importante na filosofia política contemporânea, de modo que seu sentido foi  explorado e potencializado por outros autores como Giorgio Agamben, Antônio Negri, e Achille Mbembe. 

 

Para conversar conosco a respeito deste tema, conversamo com o Professor de filosofia do Direito da Faculdade de Direito da UFMG, Marco Antônio.

Indicações de leitura relacionadas ao tema deste episódio:

# Bios: Biopolítica e Filosofia (Roberto Esposito);

# Years and Yaers (Série HBO). 

 

Então, vai lá e aperte o play!
 

Marco Antônio Sousa Alves é professor Adjunto de Teoria e Filosofia do Direito na Faculdade de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Membro permanente do Programa de Pós-Graduação em Direito (PPGD/UFMG). Doutor em Filosofia pela UFMG (2014), com estágio de pesquisa doutoral em Paris, na EHESS (École des hautes études en sciences sociales). Trabalha nas áreas de Filosofia Contemporânea, Filosofia Política e Teoria e Filosofia do Direito.

Lattes: shorturl.at/DJKZ9

Imagem: autor desconhecido*. 

*Caso a imagem seja de sua autoria, entre em contato conosco, para que possamos dar-lhe os devidos créditos.

Curta e siga nossas redes sociais e ajude-nos a divulgar nosso trabalho:

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • Grey Facebook Ícone
  • Instagram - Cinza Círculo
  • Twitter - círculo cinza
spotify-podcast-badge-blk-grn-660x1602.p
Spreaker.png